Nossas escolhas definem quem somos

O relato a seguir foi tirado do livro de ouro da liderança de John C. Maxwell:
"Nossa equipe estava chegando ao fim de uma turnê. Estávamos nos preparando para aterrissar em Atlanta. Conforme o jatinho particular aproximava-se da pista, celebrávamos o sucesso daquela semana. Foi então que, de repente, tudo mudou. O avião foi atingido por um forte vento e desceu violentamente; as rodas bateram na pista, sem equilíbrio. Toda a conversa parou e todos ficamos espantados ao perceber que estávamos em perigo. O piloto, sem hesitar, acelerou de novo e arremeteu. Numa fração de segundo, trocamos o clima de festa por uma reflexão sóbria. Todos entendemos que tudo poderia ter acabado ali! Sentamos quietos enquanto o avião voltou a circular o espaço aéreo, e alguns minutos depois, aterrissamos em segurança. Todos aplaudimos e só então começamos a relaxar e respirar aliviados. Quando desembarcamos, agradecemos ao comandante por nos manter a salvo. Comentei: - Foi uma decisão difícil. Você reagiu muito rápido diante da crise. A partir de que momento tomou a decisão de arremeter? A resposta do piloto me impressionou: - Há quinze anos. Ele prosseguiu, explicando-me que, quando ainda era jovem e estava em treinamento, decidia antecipadamente que decisão tomaria diante de cada problema que encontrasse ao voar. - A escolha foi feita antes da crise - afirmou. Pessoas de sucesso tomam as decisões certas por antecipação, e as administram diariamente. Por ter tomado a decisão de sempre arremeter há quinze anos, o piloto, naquele dia, simplesmente a administrou."

O primeiro aspecto que me chamou atenção é que na vida por mais bem sucedida que seja vivemos enfrentando crises que não dependem exclusivamente das nossas decisões. Como passageiro estávamos entregue a um profissional que acreditávamos ser capacitado.

O segundo aspecto é que na medida que fazemos nossas escolhas tornamos imediatamente reféns da decisão. O piloto treinado e experiente fez a sua escolha antecipadamente e não vacilou na hora de colocar em prática. No relato vidas estavam dependendo do sucesso da sua escolha.

O terceiro aspecto é a seriedade que o piloto teve com relação a sua capacitação. Ele foi honesto com ele mesmo. Levou a sério seu treinamento.

Há sempre uma escolha a se fazer em tudo na vida. Nossas escolhas definem quem somos.

Comentários

  1. Olá Ricardo!
    Vim conhecer seu blog e comentar, claro!
    Não podemos prever o futuro, mas podemos, e devemos, nos preparar para ele; assim como fez
    o piloto.
    Escolhas certas ou erradas, o importante é que se aprenda com elas, SEMPRE.
    Grande abraço!
    Há, visite meu blog: http://deboraquirino.blogspot.com
    É mais besteirol, bem coisa de mulher, dá até pra rir um pouco, espero que goste!
    Bye!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os problemas da pesquisa por quota

Tempestade Perfeita

NUNCA ABRA MÃO DOS SEUS VALORES PESSOAIS