Como o casal deve conversar sobre problemas financeiros?

A questão financeira do casal deve ser resolvida no inicio da sua relação. A pior escolha para um casal é administrar separadamente seus rendimentos e despesas sem compromissos mutuo. Não podemos esquecer que o casal vai compartilhar o mesmo lençol e as suas maiores intimidades. As cartas devem ser colocadas na mesa, ou seja, falar abertamente sobre dinheiro. Essa conversa pode começar pela elaboração de um orçamento mensal em conjunto.

Fazer o orçamento mensal é registrar em uma agenda, ou uma planilha eletrônica, ou em um sistema pessoal todas as entradas do mês de um lado (salários, pensões, recebimento de aluguéis e rendimentos) e todos gastos do outro (aluguéis, prestações, plano de saúde, alimentação e transporte) assim como os supérfluos (passeios, roupas, sapatos e presentes). No final, subtraia gastos e rendimentos e vocês saberão de onde vem e para onde está indo o dinheiro do casal. A pratica de um orçamento familiar evita problemas de precisar conversar sobre o assunto.

Todo inicio do mês o casal deve analisar as despesas. Começando pelos supérfluos, analise se eles melhoraram a vida de vocês e se não estão pesando no bolso. Se forem positivos, eles devem ser mantidos no orçamento. Caso contrário, estes gastos são considerados desperdícios e devem ser eliminados.

Para que a conversa não fique em despesas, aproveite para falar sobre os seus sonhos. A partir daí vocês podem começar a fazer uma poupança que será destinada à realização dos sonhos. Não se esqueçam de poupar também para as emergências e para a aposentadoria. Seja dizimista de você mesmo. Separe 10% do rendimento total do casal e coloque em uma aplicação. Aprenda a viver com 90% da sua renda.
Antecipar sonhos pode ser desastroso para o orçamento familiar.

Visando a sanidade mental e espiritual do casal é necessário reservar uma parte sem "controle". Funciona da seguinte forma: vocês devem estipular uma parte do rendimento total do casal (5%) e dividir por dois. Esses gastos não precisam ser discriminados no orçamento somente como "mesada do casal". Cada uma das partes faz o que bem quiser com este valor sem precisar dar explicações.

Controlar gastos e poupar não é uma tarefa agradável, mas elimina os desperdícios estabelecendo limites.  

Lembre-se que fazer orçamento mensal não é gastar menos, é sim gastar melhor para alcançar metas e objetivos e principalmente realizar sonhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os problemas da pesquisa por quota

Tempestade Perfeita

NUNCA ABRA MÃO DOS SEUS VALORES PESSOAIS